Análise SWOT do Café Starbucks:

Instantâneo da empresa Starbucks:

A Starbucks começou com apenas um café em 1941, em Seattle, EUA. Desde então, espalhando amor pelo café e, finalmente, esforçando-se para fazer com que pare em outro lugar além de Casa e Escritório. Essa estratégia valeu a pena, o que ajudou seus lendários movimentos em todo o mundo.

Com receita em acesso de 22 bilhões para 2017, é um dos empreendimentos mais rentáveis ​​do mundo. A história de crescimento da Starbucks pode estar diretamente associada ao crescimento do número de lojas ao longo dos anos.

A partir de 2017 a Starbucks tem 26696 lojas em todo o mundo.

Sede da Starbucks: 2401 Utah Avenue South, Seattle, Washington, EUA

Gestão Starbucks:

Presidente Executivo: Howard Schultz

CEO: Kevin Johnson

 

Análise SWOT do Café Starbucks:

Pontos fortes da Starbucks no SWOT:

A marca Starbucks: Em primeiro lugar, o valor da marca da Starbucks é o segundo maior do McDonald’s, que está em 44 bilhões de dólares em 2017. Com uma posição tão dominante, a Starbucks está à frente para criar um efeito hipnotizante para seus clientes-alvo.

Público-alvo:
Mais para uma marca de café bem posicionada. O público-alvo inclui todas as faixas etárias que atuam como impulsionadoras de crescimento durante um longo período de tempo. Dos millennials aos profissionais A Starbucks se posicionou como uma opção para todos. Com seus produtos de alta qualidade e ambiente de loja.

Motivo da visita: Da mesma forma, a empresa abordou muitas boas razões para as pessoas se conectarem e fazerem visitas regulares às suas lojas. Seja para um produto rápido centenário milenar. escolha do profissional para reuniões e trabalho. Tudo isso enquanto parte de um ótimo serviço ao cliente e ambiente. Tudo aumenta para manter o público-alvo voltar.

Alcance: Quase todas as marcas famosas e bem sucedidas de FMCG em todo o mundo estabeleceram uma forte rede de lojas. A Starbucks é a franquia mais forte do mundo, com mais de 25500 lojas de licenças no mundo a partir de 2015.

Suprimento Ético: Uma das principais razões para o domínio contínuo das marcas. Tipo, controle de qualidade. Consistência na entrega de sua promessa ao cliente. Tudo isso através de classe mundial ou melhor em produtos de classe. Por exemplo, a Starbucks fez parceria com a Ethical Tea Partnership (ETP) para chá e café. Através dos programas chamados desafio do café sustentável. Liderado pela Conservation International. Para tornar o café o primeiro produto agrícola sustentável do mundo. As referidas iniciativas criam um efeito cascata no comportamento do consumidor. Como o segmento-alvo para a Starbucks costuma ser a pessoa mais lida, agregue valor e aumente a lealdade à marca.

Fraquezas da Starbucks no SWOT:

Preço: O preço determina o volume de suas economias de escala, mesmo em reações e compras do cliente. É aqui que a Starbucks está por trás de muitas cafeterias regionais e de custo centrado. Especialmente no mundo em desenvolvimento, onde o preço ainda domina e pausa o crescimento disponível para concorrer.

Foco: Seu foco tem sido o mercado dos EUA e a Europa, onde a empresa gera a maior parte das receitas. O portfólio de produtos parece e se parece com o americano em todas as regiões. Se a Starbucks tiver que crescer e conquistar uma participação de mercado total em todo o mundo, o foco terá de passar da marca norte-americana para a marca embebida regionalmente.

Oportunidades da Starbucks no SWOT:

Lançar novas verticais: Com o apelo da marca premium em todo o mundo, a Starbucks tem uma grande oportunidade de lançar lojas menores para públicos conscientes de preço, principalmente em pequenas cidades. Onde o recall da marca pode se integrar perfeitamente ao preço.

Mercados emergentes: sair para o café nos mercados emergentes é uma tendência que se estabeleceu nos últimos anos. Seja para jovens ou para profissionais que trabalham com expansão de produtos e preços corretos, esse mercado crescente certamente atuará como um catalisador para a Starbucks na próxima década.

Ameaças na análise SWOT da Starbucks

Novos participantes: As cafeterias estão em ascensão e esta tendência convidou muitos novos entrantes em todo o globo e representam um sério desafio para o crescimento futuro da Starbucks, principalmente em mercados emergentes, onde o preço ainda determina a escolha do consumidor. Por outro lado, onde a qualidade é importante para os novos participantes, a capacidade de branding com o jogo digital abriu novas oportunidades e oferece ótimo ROI da marca. Essa tendência de construção de marca para concorrentes premium deve incluir a participação de mercado da Starbucks.

Custo da matéria-prima: Além disso, fornecer café e produtos de qualidade com experiência significativa para o cliente tem um custo enorme em termos de aquisição de matérias-primas de qualidade, manutenção de qualidade em múltiplos pontos de fornecimento, processamento e transporte, além de um custo de mão de obra bem treinado. Tudo isso reflete no preço de venda, onde o posicionamento pode ser um diferencial solitário e inteligente para marcas de café premium, como a Starbucks. Esse controle sobre o custo é inevitável para vencer a concorrência.

Produtos substitutos: Da mesma forma, a tendência crescente de bebidas alternativas está melhorando com preferências sempre mutáveis ​​do grupo millennials. Isso pode dar origem a novas bebidas, que representam uma séria ameaça para as cadeias de café, onde o tema é centrado em bebidas de café e o desvio pode ter impacto direto sobre suas principais atividades de marca.

Saúde Consciente: Por fim, a saúde está se tornando o ponto central de consumo nos produtos FMCG. A mudança nos comportamentos do consumidor também pode ter implicações no consumo regular de café e seus efeitos, especialmente entre os clientes premium e urbanos. O próximo grande desafio da Starbucks é promover sua linha de produtos como uma mistura saudável que agrega valor e oferece sabor como tradição.

Conclusão:

Os pontos acima resumem em uma coisa única sobre o café Starbucks é a primeira escolha para os amantes do café. A crescente dinâmica do mercado, tanto nos mercados desenvolvidos quanto nos emergentes, precisa de constantes inovações nas linhas de produtos com diferentes preços.

Sharing is caring!

Author: dwapp